12/07/2022 - Honda bate recorde em vendas de motos no semestre


O aquecimento do mercado de motocicletas diante do aumento constante dos combustíveis e da alta do setor de entregas fez a Honda alcançar resultado recorde no Brasil no primeiro semestre de 2022. A bandeira japonesa, líder absoluta de vendas no mercado nacional, emplacou 485 mil unidades, o melhor desempenho desde 2015, quando foram comercializados 520 mil exemplares. “Os dados demonstram o quanto a motocicleta tem sido importante para o brasileiro e como o veículo ajuda a democratizar a mobilidade”, afirmou Marcelo Langrafe, diretor comercial da Honda Motos. “A nossa expectativa para o ano é positiva e seguimos com a projeção de cerca de 10% de crescimento no ano.”

Em 2021, a Honda manteve a hegemonia no ranking da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), com 882.483 unidades emplacadas, ou 76,25% de market share. A também nipônica Yamaha repetiu a segunda colocação do ano anterior, desta vez com 201.666 exemplares vendidos, ou 17,42%, seguida pela chinesa Shineray, em terceiro lugar, com 13.767, ou 1,19%.

Já neste ano o volume negociado pela bandeira entre janeiro e junho representou um aumento de 25% em relação ao mesmo período de 2021, quando a produção foi fortemente impactada pelas restrições da pandemia. O mês com o maior número de emplacamentos foi maio, com pouco mais de 103 mil unidades. A média de vendas diárias nesse período, de 4.710 motocicletas, registra o melhor índice mensal desde janeiro de 2014.

O destaque da montadora mais uma vez foi a linha CG 160, com 179 mil unidades emplacadas. Há mais de 45 anos no mercado, o modelo é o mais vendido do Brasil. A Honda Biz, comercializada nas versões 110i e 125, veio em segundo lugar, com mais de 89 mil exemplares negociados. A NXR Bros 160, líder de vendas no segmento trail, com mais de 64 mil unidades adquiridas, segue como destaque na mobilidade diária e para a geração de renda.

A exemplo das vendas, a produção acompanhou a tendência de alta com 22% no período. Cerca de 535 mil unidades saíram da fábrica em Manaus. Os dados do primeiro semestre do ano refletem o melhor resultado do setor também desde 2015, quando foram produzidas cerca de 566 mil unidades. Uma prova de que a Honda mantém a aceleração e segue na frente, seja nas ruas, seja nas estradas ou nas trilhas.

Fonte: Angelo Verotti